Elcione representará o Pará em debate nacional sobre endividamento de estados e municípios

A situação dos financiamentos realizados por estados e municípios será debatida por autoridades dos órgãos executivo e legislativo no próximo dia 5 de junho, em Brasília (DF). As discussões serão realizadas em um seminário nacional promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Na ocasião, o Pará será representado pela deputada federal Elcione Barbalho.

No foco da conferência estarão as análises sobre as fontes de financiamentos regionais e as principais alternativas que podem ser implementadas para solucionar os problemas financeiros e de transparência na gestão pública.

“Será um debate de grande importância, sobretudo, para os prefeitos e gestores municipais do nosso estado. Será uma oportunidade valiosa de encontrarmos novas soluções para esse velho problema, que agrava cada vez mais o quadro fiscal de nossas cidades, comprometendo o funcionamento de áreas primordiais para a população, como a saúde, educação e a geração de emprego”, explicou Elcione.

Somente em março deste ano, a União desembolsou R$ 336,58 milhões para honrar dívidas de estados e municípios garantidas pelo governo e que não foram pagas em dia.

A conferência contará ainda com a participação do presidente do TCU, Raimundo Carreiro; e com os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia; e da Integração Nacional, Antônio de Pádua Andrade.

Parlamentares, representantes de órgão federais, como o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), e integrantes da Confederação Nacional de Municípios (CNM), da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA) também devem participar do debate.

Mais informações sobre o seminário “Diálogo Público – Financiamento de estados e municípios: desafios para um novo pacto federativo” podem ser obtidas em http://portal.tcu.gov.br/dialogo-publico.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *